Feriado deve ter predomínio de calor e baixa umidade do ar em MS

Índices ficam em torno de 25%, considerado estado de atenção e que pode acarretar problemas de saúde

O feriado terá predomínio de sol, calor e baixa umidade relativa do ar em Mato Grosso do Sul, com índices próximos de 25%, considerado estado de atenção, desta sexta-feira (19) até o Domindo de Páscoa (21). Há possibilidade de pancadas de chuva isoladas durante a tarde.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma massa de ar seco atua sobre boa parte do Estado, inibindo a formação de nuvens de chuve na maioria das áreas. As temperaturas oscilam entre 17°C e 37°C.

Nesta quinta-feira (18), uma área de baixa pressão, ciclone, que atua sobre o leste da região sul, forçou entrada de ventos de sul e sudeste e o canal de convergência da umidade, proveniente do norte do Brasil, ainda promoveram pancadas de chuva com trovoadas em áreas isoladas.

A partir desta sexta, o ciclone perde força, já estará mais afastado no oceano e predomina o sol com tempo seco. O ar seco entra pelo sul, especialmente sudoeste, onde podem ser registrados índices de 20% de umidade do ar.

Já na faixa leste do Estado, o ar estará mais úmido por conta de ventos de leste e sudeste, que trazem umidade do oceano. No entanto, a umidade continua baixa e, durante a sexta e sábado, deve ficar próxima de 25% à tarde, especialmente nos municípios do sul de Mato Grosso do Sul.

No domingo de Páscoa, os índices sobem, mas continuam baixos, em torno de 35%. No mesmo dia, uma frente fria vinda da Argentina e Paraguai se aproxima do Estado, provocando pancadas de chuva em algumas regiões, no fim do dia. Este sistema deve mudar as condições do tempo em Ms a partir da próxima semana.

BAIXA UMIDADE 

A umidade baixa pode acarretar problemas de saúde, especialmente em crianças em idosos. Segundo o Inmet, quando os índices estão baixo, não ocorre a deposição úmida das partículas em suspensão na atmosfera, o que aumenta a respiração de partículas, caudando problemas respiratórios. O ar seco também diminui a defesa nas mucosas nasais.

Para atenuar os problemas, recomendação é manter arejado os ambientes internos, usar aparelhos de purificação de ar, evitar carpetes ou cortinas que acumulem poeira, evitar roupas e cobertores de lã ou com pelos, colocar roupas típicas de inverno no sol, evitar permanecer em cômodos fechados ou mexer com papéis, roupas e objetos guardados por muito tempo.

Outros cuidados devem ser tomados por toda a população, como evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11h e 15h; umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água e molhamento de jardins; permanecer em locais protegidos do sol sempre que possível e consumir bastante água. * Correio do Estado.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *