E a Lei do Silêncio? Vizinhos reclamam de ‘pancadão’ na madrugada em conveniência da Capital

Dono do estabelecimento nega ter som alto no local e diz que barulho é dos clientes; moradores divergem
Moradores do Bairro Nova Lima, região norte de Campo Grande, alegam estarem cansados do barulho que uma conveniência tem causado. A população diz que já tentou um diálogo com o dono do estabelecimento, mas segundo os denunciantes, o proprietário não dá ouvidos pra ninguém e ainda diz ser ‘amparado pela lei’.
Segundo os moradores, o som alto começa na sexta-feira e só termina no domingo. Conforme a denúncia que chegou até a redação do TopMídiaNews, o local deveria funcionar até às 22h, mas, às vezes, a música em alto volume segue até a manhã do dia seguinte.
“Já tentamos várias vezes falar com o dono da conveniência, mas ele sempre diz que está de acordo com a lei. Só que não está porque o som fica alto demais madrugada adentro. Nós que trabalhamos no dia seguinte não conseguimos dormir, quando chamamos os policiais eles dizem que não pode fazer nada. É muito difícil”, lamentou uma moradora, que preferiu não revelar o nome.
Ainda conforme a população, o transtorno é o mesmo há aproximadamente dois anos. “Umas 200 pessoas ficam bebendo com o som alto, sem contar a bagunça. Temos medo”, disse.
OUTRO LADO
A equipe de reportagem entrou em contato com o proprietário da conveniência e foi informada que, no local, não tem som alto como as denúncias relatam. Ainda de acordo com o dono do estabelecimento, os clientes que chegam com músicas nos veículos, mas a intenção é barrar tal atitude.
“Infelizmente conveniência atrai esse tipo de público. Não temos som alto aqui, os nossos clientes que chegam com o volume do som dos carros nas alturas, mas isso é uma briga constante, já pedimos para eles e precisamos ficar avisando. É complicado para nós também, mas estamos trabalhando para a nossa clientela chegar e comprar as bebidas sem barulho”, disse o proprietário. *Top Mídia News.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *