Professor que abusava de alunas em MS é preso em São Paulo

Cinco alunas acusam o professor de importunação sexual. Ele foi preso por volta das 22h30 desta terça (09), quando participava de um culto.
O professor de 48 anos, que é suspeito de abusar de alunas de uma escola de Ponta Porã foi preso, na noite desta terça-feira (09), em uma cidade do interior do estado paulista.
Ele teve a prisão preventiva decretada pela pela 2º Vara Criminal de Ponta Porã, e acabou fugindo. Cinco alunas acusam o professor de importunação sexual. Ele foi preso por volta das 22h30 desta terça (9), quando participava de um culto.
Uma das vítimas disse na delegacia, que o professor falava que também era terapeuta e oferecia massagens as alunas com a desculpa, que precisa alinhar os “chacras” das vítimas. Durante as sessões, ele aproveitava para cometer os crimes. O autor também ainda fazia perguntas de cunho sexual as garotas.
No dia 26 deste mês, os pais de uma das meninas procurou a Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM) para registrar boletim de ocorrência. A vítima alegou que na terça-feira da semana passada, estava com colegas na cantina, quando o professor se aproximou e a tocou nas nádegas.
As estudantes ficaram sem reação. No dia seguinte, durante uma atividade, o suspeito e a garota ficaram sozinhos, oportunidade em que ele teria afirmado que a jovem gostou do assédio, tendo em vista que demorou a informar a coordenação. Em seguida, a estudante informou a direção.
O professor foi chamado para uma reunião com a coordenação, assim como a vítima. Em seguida, ele foi dispensado e a vítima conversou sozinha com outras professoras, oportunidade em que o caso foi levado ao conhecimento dos pais, e em seguida à polícia. Além disso, o professor teria enviado mensagens de assédio a outras estudantes. * Midiamax.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *