BARBARIDADE NA CAPITAL Polícia espera melhora para ouvir mulher estuprada e esfaqueada 13 vezes

Autor de brutalidade fugiu com bolsa da vítima
A Polícia Civil vai esperar a autorização médica para ouvir com maior detalhamento a história da mulher de 30 anos estuprada e esfaqueda ao menos 13 vezes na tarde desta terça-feira (30), em um matagal do Jardim Carioca, região oeste de Campo Grande.
Inicialmente, à Polícia Militar, a vítima contou que seguia a pé pela rua quando o autor saiu de trás de uma árvore, a arrastou e cometeu o crime.
Mesmo bastante ferida, a mulher conseguiu caminhar para pedir ajuda em casas próximas do local dos fatos. O autor fugiu com a bolsa dela.
A vítima segue internada no pronto-socorro da Santa Casa, em estado grave. Está sedada e entubada, sem previsão de alta. Os golpes atingiram pescoço, barriga, braços, pernas e costas.
Por enquanto, a equipe da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) da Capital, responsável pelo caso, descobriu poucas informações. A perícia confirmou o crime sexual e pelo menos duas testemunhas relatam que viram o momento em que o acusado arrasta a vítima. No entanto ele seguia sem ser identificado até a publicação desta reportagem. O suspeito tinha estatura baixa, usava calça cinza * Correio do Estado.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *