Entre 2015 e 2019: Vander lidera conquista de emendas federais para MS

Segundo o portal do Senado, de 2015 a agosto deste ano, Mato Grosso do Sul recebeu R$ 288 milhões em emendas parlamentares
O deputado federal Vander Loubet (PT) foi o congressista de Mato Grosso do Sul que conseguiu mais emendas para o Estado entre os anos de 2015 e 2019, de acordo com dados do Siga Brasil, sistema de informações sobre orçamento público federal vinculado ao site do Senado.  O petista conseguiu R$ 37,5 milhões. Em segundo lugar aparece Luiz Henrique Mandetta (DEM), com R$ 27,9 milhões; seguido por Zeca do PT, com R$ 25,8 milhões.
O levantamento apresenta o desempenho dos integrantes da bancada federal sul-mato-grossense, entre deputados federais, senadores e suplentes, que tiveram emendas apresentadas e executadas entre 2015 e 2019. Desta forma, aparecem nomes da legislatura que se encerrou em 2014. Os congressistas que iniciaram o mandato neste ano, ainda não possuem dados compilados.
Após os três primeiros, Simone Tebet (R$ 23,3 milhões), Waldemir Moka (23,1 milhões); Elizeu Dionizio (R$ 21,9 milhões); Dagoberto Nogueira (R$ 21,6 milhões); Tereza Cristina (R$ 21,0 milhões); Pedro Chaves (R$ 17,2 milhões); bancada de MS (R$ 16,4 milhões); Geraldo Resende (R$ 16,2 milhões); Carlos Marun (R$ 14,3 milhões); Delcídio do Amaral (R$ 11,6 milhões); Reinaldo Azambuja (R$ 6,8 milhões); Ruben Figueiró (R$ 5,2 milhões); Fábio Trad (R$ 1 milhão); Biffi (R$ 304,8 mil); e Akira Otsubo (R$ 299,9 mil) completam a lista.
Segundo o portal do Senado, de 2015 a agosto deste ano Mato Grosso do Sul recebeu R$ 288 milhões em emendas parlamentares no total. * Midimax.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *