Deputado caçula fala de moralidade, mas ainda não explicou emprego para família

O novo na política parece ter memória bem fraca
João Henrique Catan, do PR, tem o mérito de ser o parlamentar mais novo a sentar em uma cadeira na Assembleia Legislativa. No discurso muito da chamada nova política, com direito a briga com parlamentares mais experientes, mas na prática, emprego pra muita gente da família e tentativa de proteger prefeitos amigos.
Na semana passada, o jovem deputado quebrou o pau na Assembleia Legislativa, com direito a acusações contra a Justiça e aos próprios integrantes da Casa. O motivo: projeto que prevê uma espécie de Refis para prefeitos inadimplentes.
Até mesmo o presidente da Casa cutucou Catan, ainda durante a sessão parlamentar. “O deputado (Catan) estava se aproveitando de um projeto que era do Tribunal de Contas que versava sobre Refis, para fazer emenda atendendo a prefeitos amigos e eu acho que é uma coisa meio grave. Ele estava se utilizando de um Refis para fazer emenda de um assunto completamente diferente que era uma anistia”, diz.
A MAMATA
O deputado também acusou a tudo e a todos de ‘coronelismo’. O problema que ainda não se explicou direito sobre a farra de empregos que conseguiu para a família, isso sim uma atitude de um velho Coronel da política.
Mas, a nova política fica só no discurso mesmo. Começando pelo avô, Marcelo Miranda, ex-governador de Mato Grosso do Sul e ex-superintendente do DNIT regional. Miranda inclusive foi demitido do DNIT após “irregularidades administrativas”.
TopMídiaNews denunciou que Fabiana Domingos Gonçalves Moleiro, cunhada de Catan por ser irmã da noiva Juliana Domingos, foi nomeada para uma assessoria técnica na Casa de Leis. Ela deixou-a, abandonando vaga com remuneração estimada em R$ 2.156,00. O parlamentar alega que não é ilegal, já que ele ainda não se casou. Porém, e a moralidade?
Mas como o poder público é igual coração de mãe, Vanessa Mansano Gonçalves Mori, prima de Fabiana e Juliana, e Elcio Manzano Gonçalves Moleiro, tio de todas elas, também ocupam cargos. Vanessa vai faturar salário de R$ 2.692,00, sendo Élcio Mansano R$ 1.275,00. Todos eles foram fieis apoiadores de Catan na campanha de 2018. * Top Mídia News.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *