Policial mata a esposa a tiros e depois se mata em MS

Casal teria tido uma discussão antes do crime
Um policial civil, identificado como Adalberto Duarte da Silva matou a esposa na tarde desta quinta-feira (2) na cidade de Jardim, a 239 quilômetros de Campo Grande. Depois de atirar na esposa, Adalberto atirou contra a própria cabeça.
Conforme apurado pela reportagem, o casal estava em casa, na rua Corumbá, região da Vila Angélica, quando aconteceu o crime. Informações do Jardim Notícias Online, são de que eles teriam tido uma discussão, quando o policial atirou na esposa, Lívia Cathiane. Alguns familiares estariam na residência.
A Polícia Militar, perícia e Polícia Civil estão no local dos fatos. Adalberto Duarte era investigador lotado na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Jardim.
Este já é o segundo caso de homicídio seguido de suicídio na cidade em menos de sete meses. Em maio de 2019. Sandra Herter foi assassinada pelo marido, o empresário Antônio Marcos, que também se matou após atirar contra a esposa.
Sandra e Antônio estavam em processo de separação. O casal era dono de lojas de utilidade da cidade e tinha três filhos, dois deles já maiores de idade. Apenas a empregada doméstica estava na casa no momento dos fatos e foi quem acionou a polícia ao ouvir os tiros. O casal já estava sem vida quando o socorro chegou ao local. Editada às 17h14, para acréscimo de informações. * Midiamax.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *