Sem procura, Conselho prorroga por mais 30 dias inscrições para eleição

As entidades não governamentais, cujos trabalhos sejam voltados aos direitos dos negros, têm até 20 de fevereiro para se inscrever
Tendo em vista a falta de procura e nenhuma inscrição realizada, o Cedine/MS (Conselho Estadual dos Direitos do Negro de Mato Grosso do Sul) decidiu prorrogar por mais 30 dias o prazo de inscrição para que as entidades não governamentais, cujos trabalhos estejam voltados ao atendimento, promoção ou defesa dos direitos do negro, com atuação no âmbito do Estado de MS, participem do processo de eleição de conselheiros da sociedade civil junto ao Conselho, referente à gestão 2020/2022.
Interessados podem se inscrever até o dia 20 de fevereiro. São requisitos para a inscrição das entidades e, consequentemente, para candidatar-se como representante para exercer a função de conselheiro (a) não governamental do Cedine: atuar na área de defesa dos direitos do negro há pelo menos um ano; ter atuação no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul; apresentar relatório anual atualizado de atividades na área de defesa dos direitos humanos; requerimento (disponível no edital), entre outros fatores.
O Cedine é um órgão colegiado de caráter deliberativo, vinculado a Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), tem por finalidade promover, em âmbito estadual, políticas públicas que visem eliminar as discriminações que atingem o Negro e defender seus interesses.
O edital completo está disponível no Diário Oficial do Estado do dia 18 de dezembro de 2019, a partir da página 14. Já o ato normativo informando a prorrogação das inscrições está no Diário desta terça-feira (21), na página 5. * Midiamax.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *