Receita líquida do governo de MS em dezembro foi de R$ 1,3 bilhão

Valor arrecadado é o segundo maior do ano e fica atrás da arrecadação de outubro
A Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) divulgou nesta quinta-feira (30) as tabelas do 6º bimestre de 2019, de novembro e dezembro com a receita corrente líquida que somou o valor de R$ 1.356.388.621,63. Este valor é 33% maior se comparado com novembro e o maior entre janeiro a setembro.
Conforme a tabela publicada no Diário Oficial do Estado, em outubro, a receita corrente líquida do governo estadual foi de R$ 1.462.335.188,97. O resultado do referido mês deve-se às transferências correntes, somando R$ 864.089.973,01, 68% maior se comparado com setembro, que registrou R$ 275.075.661,81 em transferências. Esta elevação é do repasse do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica), totalizando R$ 681.447.118,48, o maior valor desde janeiro.
Falando sobre dezembro, a receita corrente líquida de MS foi maior devido ao crescimento na arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Bens e Serviços), também registrando o maior montante do ano: R$ 918.519.679,76.
Em novembro, a arrecadação com este imposto foi de R$ 861.271.468,41. No último mês de 2019 também teve destaque o IRRF (Imposto de Renda) com registro de R$ 125.958.447,05. O número do imposto só foi maior em junho, quando o governo arrecadou R$ 255.387.165,09.
No mês passado também teve destaque a arrecadação do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) com R$ 43.225.167,65, devido aos boletos do imposto já começarem a ser enviados aos contribuintes antes mesmo do Natal.
A dedução em dezembro também foi maior, não mais do que em janeiro. No mês passado,  o governo desembolsou o total de R$ 489.987.155,74, sendo a maior parte para transferências legais e constitucionais: R$ 251.762.552,22 e R$ 176.200.764,61 foram para o Fundeb. * Midiamax.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *