ALIANÇA Em primeira agenda pública do ano, Azambuja e Marcos Trad demonstram sintonia

Governador sinaliza devolver apoio que recebeu em 2016
Em uma das primeiras agendas públicas do ano, o prefeito Marcos Trad (PSD) e o governador do Estado de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) demonstraram que a parceria firmada no passado está de pé. “Se não tivéssemos construído as parcerias talvez nada disso tivesse acontecendo e governar é construir parcerias, buscar o apoio, buscar onde a gente pode conseguir terminar”, afirmou o líder do Executivo estadual durante entrega da pista internacional de atletismo do Parque Ayrton Sena que teve o investimento de R$6,9 milhões do governo Federal, articulados pelo governo do Estado.
Essa é a primeira inauguração de obra importante para a Prefeitura de Campo Grande, do ano de 2020, que o governador participou, mas em 2019, Azambuja também marcou presença, momento em que a Rua 14 de Julho foi inaugurada. O líder do Executivo estadual chegou a dizer, na ocasião, que a reforma vai incentivar o comerciante e gerar emprego. A obra teve investimentos do Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID) que ultrapassaram R$ 60 milhões.
Nas eleições de 2018, o governador teve o apoio do prefeito Marcos Trad no processo de reeleição, em contrapartida, o líder do Executivo estadual teria que retribuir esse apoio agora, nas eleições municipais deste ano.
O presidente do PSDB regional, Sérgio de Paula, ao ser indagado sobre a parceria dos tucanos com o PSD, declarou que “quem tem interesse são eles” e por esse motivo, seria necessário que líderes do partido do prefeito procurassem integrantes do ninho. Em contrapartida, o presidente do PSD regional, senador Nelson Trad Filho, adiantou que essa conversa será priorizada e que “realmente, o PSD está em falta com o PSDB”. De acordo com o senador, reuniões entre os líderes das duas agremiações seriam marcadas no início do ano legislativo e a responsabilidade em conduzir as tratativas ficaria por conta do deputado Londres Machado (PSD).
As alianças entre Marcos e Azambuja iniciaram em 2016 e a pretensão dos dois é que essa parceria prevaleça até 2022, ano em que ocorrem as eleições para Governo do Estado. Isso porque existem rumores que o prefeito também pretende virar governador do Estado de Mato Grosso do Sul. * Correio do Estado.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *