Polícia federal investiga atentado contra deputado federal do PSL no MS

Em nota, a assessoria do deputado diz que Trutis “conseguiu revidar o ataque” e que “apesar da emboscada
O deputado federal Loester Trutis (PSL-MS) e o seu motorista sofreram um atentado neste domingo, 16, enquanto se deslocavam a Sidrolândia, município localizado a 72 km de Campo Grande. O carro em que os dois estavam foi alvejado por ao menos cinco tiros. A Polícia Federal investiga o episódio.
Em nota, a assessoria do deputado diz que Trutis “conseguiu revidar o ataque” e que “apesar da emboscada, todos estão bem e sem ferimentos”. O perfil pessoal de Trutis postou no Facebook a imagem do veículo atingido pelos disparos, com o vidro de uma das laterais parcialmente destruído, e anunciou que o deputado cancelaria a agenda programada para hoje.
Procurado, o parlamentar não havia respondido à reportagem até a publicação deste texto.
A Polícia Federal comunicou, em nota, que já tomou “todas as medidas iniciais em relação ao caso e instaurou inquérito policial para efetivar as investigações”. “O parlamentar e seu motorista não foram atingidos pelos disparos e prestaram declarações buscando colaborar com o procedimento investigativo”, informou a PF.
Perfil
Trutis se define no Facebook como “conservador, pró-armas, anticomunista e carnívoro”. “Conhecido nacionalmente por seu empreendedorismo e opiniões firmes sobre pautas de direita como: antiaborto, antidemarcações de terras como indígenas e penas mais duras para crimes como o estupro e o roubo seguido de morte. Defensor ferrenho do direito do cidadão ter porte de arma e cortes de privilégios para políticos”, afirma o seu perfil na rede social. * Minuto Notícias.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *