FESTÕES E CAVALINHO DE PAU: barracos de condomínio de luxo viram briga na Justiça

Vizinho barulhento já foi flagrado fazendo manobras radicais com carrão
Aloisyo José Campelo Coutinho, que virou notícia no início do mês de fevereiro, após fazer manobras radicais com um carro de luxo dentro do residencial Damha III, em Campo Grande, agora terá que prestar esclarecimentos na Justiça por perturbar o sossego dos vizinhos.
A administração do condomínio acionou a Justiça e afirma que não consegue impedir o morador de realizar festas e de tomar atitudes que prejudicam várias famílias que residem no local. De acordo com o processo, Aloisyo gera problemas por poluição sonora desde os primeiros dias morando por lá.
Desde junho de 2019, os moradores realizam reclamações diárias de Aloisyo, que se recusa a atender os pedidos da vizinhança. Ele recebeu uma advertência nos primeiros dias em que foi morar no condomínio e, mesmo assim, continua realizando festas com som alto.
No processo, consta a reclamação de vários moradores. Em uma delas, um morador afirma que os convidados de uma festa começaram a trafegar em alta velocidade dentro do residencial, às 4 horas. Outro morador protocolou uma reclamação alegando que até a Polícia Militar foi acionada para ir no local e, mesmo assim, Aloisyo deu continuidade à bagunça.
O condomínio afirma, ainda, que já aplicou 12 multas regimentais para Aloisyio em oito meses de moradia. Ele já foi multado em quase R$ 30 mil e continua realizando eventos no local.
O residencial pede que o réu deixe de realizar festas com equipamento de som, apresentação de bandas ou cantores, e que respeite o limite de velocidade permitido no local, sob pena de multa de R$ 30 mil.   * Top Mídia News.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *