Juiz ordena perícia em invasão da Homex para decidir sobre fornecimento de luz.

O magistrado também quer ouvir os envolvidos no processo para elucidar questões controvertidas.
O processo em que a Defensoria Pública pede que a Energisa forneça energia elétrica para 1.100 pessoas na “invasão da Homex”, Jardim Centro-Oeste, região do Jardim Paulo Coelho Machado, em Campo Grande, tem um novo capítulo.
Agora, o juiz 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, David de Oliveira Gomes Filho, determinou perícia para verificar a estrutura existente no local.
De acordo com o magistrado, a prova técnica é para saber se a estrutura existente é suficiente para o fornecimento de energia elétrica, como solicitado pela Defensoria Pública, ou se há necessidade de outras obras estruturais para atender os requisitos técnicos de segurança.
A perícia foi solicitada pela defesa da empresa, que deverá pagar a perícia técnica. Para o trabalho, o juiz nomeou  profissionais da Vinícius Coutinho Consultoria e Perícia.
O magistrado também quer ouvir os envolvidos no processo para elucidar questões controvertidas. No entanto, a audiência só será marcada quando a pandemia do novo coronavírus estiver sob controle.
A ação da Defensoria Pública tramita desde julho do ano passado. Na ocasião, em 11 de julho de 2019, uma ofensiva contra “gato”, ligações irregulares de luz, levaram 120 pessoas à área de invasão: um exército de eletricistas, 70 veículos da Energisa e equipes da PM (Polícia Militar) e do Batalhão de Choque.  * Campo Grande News.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *