‘Mandetta fez uma falta grave. Merecia cartão’, diz vice-presidente

“(Mandetta) não precisava ter dito determinadas coisas”, disse o vice-presidente na entrevista a Alberto Bombig
O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta terça-feira, 14, que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, “cruzou a linha da bola” quando disse, em entrevista no domingo ao Fantástico, da TV Globo, que a população não sabe se deve acreditar nele ou no presidente Jair Bolsonaro. “Cruzar a linha da bola é uma falta grave no polo. Nenhum cavaleiro pode cruzar na frente da linha da bola”, explicou o vice. “Ele fez uma falta. Merecia um cartão”, continuou Mourão, primeiro convidado da série Estadão Live Talks.
“(Mandetta) não precisava ter dito determinadas coisas”, disse o vice-presidente na entrevista a Alberto Bombig, editor da Coluna do Estadão, Eliane Cantanhêde, colunista do jornal O Estado de S. Paulo, e Tânia Monteiro, repórter da sucursal de Brasília.
Ao Fantástico, o ministro da Saúde cobrou uma “fala única” do governo nas orientações sobre o enfrentamento do coronavírus, Como revelou o Estado, a entrevista de Mandetta à Globo foi encarada por interlocutores e integrantes do Palácio do Planalto como uma provocação ao presidente, com quem o ministro trava uma guerra pública sobre medidas de enfrentamento à pandemia. *Minuto notícias.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *