Bolsonaro sai em defesa do cantor Gusttavo Lima

O cantor foi duramente criticado por consumir bebida alcoólica durante sua live.
O presidente Jair Bolsonaro saiu em defesa do cantor sertanejo Gusttavo Lima na noite desta quinta-feira. Em seu Twitter, o presidente prestou sua solidariedade ao cantor. “Minha solidariedade ao cantor @gusttavo_lima, que vem sendo injusta e covardemente atacado após a grande live que fez dentro de sua própria casa. Ele e outros artistas sertanejos e de demais gêneros, têm sido grandes heróis nessa luta contra a COVID19 e merecem aplausos!”, afirmou.
O cantor fez um show por transmissão ao vivo, no qual foi criticado ao aparecer consumindo bebidas alcoólicas.
“Tomaram uma iniciativa espontânea louvável, demonstrando amor pelo seu povo e país, levando entretenimento e conforto para a casa de milhões de famílias neste momento de estresse, além de arrecadarem toneladas de alimentos e promoverem grandes doações. O Brasil agradece!”, finalizou.

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

– Minha solidariedade ao cantor @gusttavo_lima, que vem sendo injusta e covardemente atacado após a grande live que fez dentro de sua própria casa. Ele e outros artistas sertanejos e de demais gêneros, têm sido grandes heróis nessa luta contra a COVID19 e merecem aplausos!

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

– Tomaram uma iniciativa espontânea louvável, demonstrando amor pelo seu povo e país, levando entretenimento e conforto para a casa de milhões de famílias neste momento de estresse, além de arrecadarem toneladas de alimentos e promoverem grandes doações. O Brasil agradece!

O sertanejo usou sua rede social para dizer que não mais fará lives nesse período de pandemia. “Acho que o grande segredo da live é tirar o lençol do fantasma. Acho que uma Live engessada e politicamente correta não tem graça. O bom são as brincadeiras, a vontade, levar alegria alto astral para as pessoas que estão agoniadas nesse momento. Não farei Live pra ser censurado”, escreveu ele.
“Juntos, ajudamos muitas pessoas. Foram toneladas de alimentos e arredações… Fizemos nosso papel, Deus abençoe a todos”, afirmou ele em seguida.
O cantor virou alvo do Conar, órgão de regulamentação publicitária, que abriu uma representação ética contra o sertanejo e a Ambev, por possíveis irregularidades em relação ao consumo de bebida alcoólica nessas lives. * Minuto notícias.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *