Suspeito de matar secretário é esquizofrênico e estava sem medicação, revela delegado

Polícia descartou a primeira teoria, de que a briga seria pelo não uso de máscara na prevenção contra a covid-19
A investigação do assassinato do secretário de Agricultura Familiar de Dourados, Alceu Junior Silva Bittencourt, 36 anos, sofreu uma reviravolta. O principal suspeito, identificado apenas como Fernando, tem esquizofrenia e estava sem tomar a medicação há algum tempo.
As informações são do delegado do SIG (Setor de Investigações Gerais), Rodolfo Daltro, repassadas ao Dourados News. Ele descartou a primeira teoria, de que a briga seria pelo não uso de máscara na prevenção contra a covid-19.
Segundo o delegado, Alceu Junior e o investigado trabalhavam juntos em um salão de barbeiro localizado no bairro Izidro Pedroso. O suspeito resolveu montar o próprio negócio, mas o secretário queria que ele continuasse no local.
Fernando, conforme a investigação, então teria pedido sociedade no estabelecimento, oferecendo R$ 10 mil como pagamento de sua parte, mas não ficou claro se esse foi o verdadeiro motivo da briga.
A polícia também apura se o suspeito foi demitido. No depoimento ele estava bastante alterado, possivelmente sob o efeito de drogas.
O acusado portava uma porção de maconha quando foi preso, em passagem por barreira sanitária na Avenida Presidente Vargas, no domingo (5). Hoje ele deve ser encaminhado à PED (Penitenciária Estadual de Dourados).
Junior morreu no sábado (4), assassinado a facadas. * Top Mídia News.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *