Ações implementadas pela SES reduziram taxa de contágio do coronavírus em aldeias de MS

Com uma população de 83,2 mil indígenas distribuída em 32 municípios, a Secretaria de Estado de Saúde (SES), implementou em sete meses de pandemia, ações que contribuíram para a redução do contágio da Covid-19 nas aldeias indígenas de Mato Grosso do Sul.
Como medida eficaz para o enfrentamento da pandemia, a SES capacitou profissionais da saúde indígena sobre Manejo Clínico, EPI, Rastreamento de Contatos e Notificação de Casos por meio de aulas via Telessaúde. A cobertura vacinal contra Influenza para os indígenas também foi uma ação de prevenção ofertada pela secretaria.
Por meio de parceria com a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) foi elaborada cartilhas sobre a Covid-19, impressa e distribuída para o Distrito Sanitário Especial Indígena de Mato Grosso do Sul (DSEI-MS). Trata-se de um material didático específico traduzido para a língua Guarani e Terena. A tiragem foi de 10 mil exemplares que traduziu o assunto da pandemia para a realidade e costumes indígenas.
A Comissão de Controle Sanitário (CCS-MS) que auxiliou na implantação de Barreiras Sanitárias instaladas pelos municípios, bem como em aldeias indígenas, ajudou na capacitação das equipes de saúde indígena quanto ao manejo da infecção pelo novo Coronavírus, vigilância e fluxos assistenciais.
E também na ampliação de acesso ao diagnóstico, tratamento e medidas preventivas ao coronavírus, levando em consideração a especificidade de cada território indígena; a implantação de unidades sentinelas; treinamento em coleta de swab pelas equipes assistenciais dos polos do DSEI; e no fornecimento de testes, insumos e equipamentos de proteção individual necessários para testagem.
A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, por meio do Centro de Operações de Emergenciais de Mato Grosso do Sul (COE/MS), montou um plano de ação para a saúde indígena baseado em ações de média e alta complexidade complementares ao Plano de Contingência escrito pelo Distrito Sanitário Especial Indígena de Mato Grosso do Sul.
Dentro desse plano, além das ações de distanciamento social e ações não farmacológicas consta um diferencial no nosso estado que foi a ampliação da testagem por biologia molecular RT-PCR dentro dos territórios indígenas, realizados pela Atenção à Saúde Primaria que atua junto aos povos indígenas.
A SES ainda formalizou parceria com a Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), secretarias municipais de Saúde e a organização Médicos Sem Fronteira, que também desenvolveram ações que reduziram o contágio do coronavírus entre a população indígena de Mato Grosso do Sul.
Rodson Lima, SES – Publicado por: araes – * Fonte: SES MS.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *