PSL descumpre cota de gênero e Justiça nega registro em São Gabriel do Oeste

Partido apresentou três homens e apenas uma candidata na chapa proporcional para o Legislativo
Em acórdão, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) manteve decisão em primeira instância que indeferiu o registro de candidatura da chapa para vereadores do PSL de São Gabriel do Oeste. O partido descumpriu a cota de gênero.
O PSL de São Gabriel registrou três candidaturas masculinas e apenas uma feminina. A resolução 23.609/2019, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), exige mínimo de 30% de candidatos de um gênero.
A juíza da 40ª Zona Eleitoral de São Gabriel, Samantha Ferreira Barione, intimou a legenda a regularizar a chapa duas vezes. Mas o PSL não obedeceu.

Fonte: Midiamax.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *