Mato Grosso do Sul terá mais duas escolas militares neste ano

Nas redes sociais, deputado falou sobre assunto e pontuou que ensino militarizado não é quartel
O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que ganhou força durante a gestão do presidente da República, Jair Bolsonaro.
A iniciativa apresenta um conceito de gestão nas áreas, educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares.
A proposta é implantar 216 Escolas Cívico-Militares em todo o país, até 2023, sendo 54 por ano.
Em Mato Grosso do Sul existe a previsão de mais duas escolas desse modelo serem implantadas neste ano de 2021, porém ainda não há definição dos municípios que receberão o modelo de ensino.
Atualmente, duas unidades seguem o modelo cívico-militar no Estado, sendo ambas na Capital, uma no Bairro Jardim Los Angeles e outra no Jardim Anache. Nas redes sociais, o deputado federal, Luiz Ovando, PSL, demonstrou total apoio e declarou que “ensino militarizado não é quartel”.
“O significado é maior: educação pautada pela disciplina, pelo respeito à hierarquia, ao semelhante e às regras de boa conduta. Ideia plantada pelo presidente Jair Bolsonaro, a qual deveria ser adotada como programa de Governo”, declarou.
“Na reunião que tive com o ministro da Educação quarta-feira (12), recebi a notícia de que Mato Grosso do Sul terá duas novas escolas militares em 2021”, finalizou.
Fonte: Topmídianews.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *