Polícia prende dona de boate e duas garotas de programa

Operação foi realizada para coibir a exploração sexual e o tráfico de drogas
Uma boate de prostituição foi fechada durante uma operação da Polícia Civil. A dona do local e mais duas garotas de programa acabaram detidas e levadas para a delegacia, em Costa Rica, que fica a 384 km de Campo Grande.
A operação foi realizada para coibir a exploração sexual e o tráfico de drogas, e quando os policiais chegaram a boate encontraram porções de cocaína embaladas prontas para a comercialização, segundo informações passadas pelo delegado Ducatti ao site MS Todo Dia.
Na casa tinha sete garotas de programa que estavam no local sem máscaras e sem proteção adequadas para evitar a transmissão do covid-19. Outras ações serão realizadas para conter o tráfico de drogas, furto, roubo, homicídio e outros crimes graves.  Vamos fechar todas as casas de prostituição existentes em Costa Rica”, explicou.
Foi localizado no local um caderno de anotações sobre a boate de prostituição. Assim, averiguaram que as mulheres que trabalhavam no local poderiam estar sendo exploradas.
As mulheres foram mantidas do lado de fora, quando uma delas começou a gritar que a equipe fazia “patifaria, bando de desocupado”. Já a proprietária, também gritou e disse que não entregaria o celular apreendido. A dona do local foi presa junto de mais duas garotas de programa.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *