Após matar filho, pai idoso diz que era agredido com frequência dentro de casa

O autor disse que o filho era usuário de drogas e ingeria bebida alcoólica com frequência
Durval Morales Gois, 63 anos, preso na noite de ontem (2) após matar o filho a facadas dentro de uma residência, afirmou aos policiais que cometeu o crime porque era agredido com frequência por Roger Augusto Pereira Gois, 38 anos. A vítima foi morta a facadas por volta das 19h45 na Rua Major Gumercindo Bruno Borges, no bairro Vila Albuquerque, em Campo Grande.
Após cometer o crime, Durval ficou sentado em uma cadeira de fio até a chegada dos policiais. Ele disse que o filho tinha o hábito se ingerir bebida alcóolica e fazer o uso de drogas, ficando agressivo. O próprio pai teria acionado o Corpo de Bombeiros, relatando que teria esfaqueado o homem dentro da casa.
Ao chegar no local, os bombeiros prestaram os primeiros atendimentos, mas Roger não resistiu aos ferimentos e morreu dentro da viatura de socorro. Conforme a ocorrência, a vítima tinha cinco perfurações pelo corpo, mas os locais atingidos não foram especificados.
O pai alegou que quando percebeu que seria agredido novamente pelo filho dentro da casa, pegou uma faca e desferiu os golpes para se defender. A arma utilizada no crime foi apreendida pela Polícia Militar.
O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.   * Top Mídia News.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: