THEMIS Servidores da Segurança Pública de MS são alvos de operação do Gaeco nesta manhã

Corregedoria da PM, Choque e a Agepen participam das ações
O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, deflagrou nesta segunda-feira a Operação Themis, para apurar envolvimento de servidores da Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) no envolvimento com o tráfico de drogas.
Segundo nota do MPE, participam da ação o Batalhão de Choque da Polícia Militar, bem como a corregedoria da PM e a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), para cumprimento de três mandados de prisão preventiva e 17 de busca e apreensão em Três Lagoas, Ponta Porã e Campo Grande.
Os investigados respondem pelos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e coação no curso do processo. O Gaeco ainda não divulgou outros detalhes da operação, a fim de não comprometer os procedimentos.
Só no ano passado, a ligação com o tráfico de drogas e com o contrabando de cigarro levou dezenas de policiais de corporações estaduais e federais à prisão em Mato Grosso do Sul.
Ao todo, foram pelo menos 52 prisões ocorridas no âmbito de operações ou mesmo de forma isolada, por ligações com o crime organizado pelo recebimento de propinas para a facilitação de passagem de ilícitos por rodovias e estradas vicinais a partir das regiões de fronteira, especialmente com o Paraguai.
No último mês de maio, por exemplo, durante a Operação Oiketicus, as investigações do Gaeco desmontaram organização criminosa integrada por policiais militares que atuavam na facilitação do contrabando de cigarros. Somente nessa ofensiva foram presos 22 policiais militares, entre  praças e oficiais – dois tenentes-coronéis, comandantes de unidades da PM interior do Estado. * Correio do Estado.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: