CONGRESSO NACIONAL Simone Tebet cobra mais diálogo de Bolsonaro

“Talvez ele esteja conversando com as pessoas erradas”, diz senadora
A senadora Simone Tebet (MDB), em entrevista ao Correio do Estado, cobrou do presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), mais diálogo com os parlamentares que fazem parte da “renovação”. A parlamentar acredita que Bolsonaro está conversando com as pessoas erradas dentro do Congresso Nacional e que isso poderá prejudicar o governo. “As manifestações foram um termômetro e mostraram que houve um protesto contrário ao congresso e em relação ao centrão; e o presidente perde um pouco; ele não pode se dar ao luxo disso, ele precisa aprovar os projetos relevantes como as próprias reformas”, avaliou.
A senadora declarou que Bolsonaro precisa mudar o discurso sobre política velha e política nova e fazer mais aliados dentro do congresso. “Nesse ponto eu tenho todas as críticas ao presidente, acho que não é nova ou velha política; é boa ou má política. Ele mesmo foi 28 anos como deputado federal e ele não é a velha política. Ele representa, pelo menos é o que a princípio aparenta, a boa política. Ele tem boas intenções”, ponderou.
Tebet considera má político aquele que faz conchavos para conseguir cargos em troca de votos. “E se for escolher entre a nova e a velha política, eu prefiro a velha política de Ulisses Guimarães, de Pedro Simon, do meu pai Ramez Tebet, eram pessoas que viveram a vida inteira na política e eles não podem ser incluídos como a velha política no sentido negativo”, defendeu.
A estratégia defendida pela senadora é de que o presidente precisa mudar o discurso e não colocar todos no mesmo “balaio”. “Ele fala que o congresso não está ajudando a governar, isso não é uma realidade, talvez ele esteja procurando as pessoas erradas, como o centrão. O centrão é uma coisa, ele é a minoria e não existe centrão no Senado”, declarou.
Nas eleições de 2018 que ocorreram em todo o Brasil, houve renovação de mais de 50% na Câmara dos Deputados e 70% no Senado, diante disso, Tebet acredita que o presidente não está conversando com essa “política nova”. “O povo colocou gente nova junto com pessoas experientes, o povo votou errado de novo? Ou o presidente que não está conversando com o novo?”, indagou.
Tebet jogou a culpa da falta de diálogo, apontada por ela, nas costas da equipe de governo do presidente. “Acho que a equipe do presidente está pecando nessa interlocução com o congresso. Hora que ele formar base sólida, sem conchavo na base das boas intenções. E dizer venham governar comigo na área do meio ambiente, da educação, da saúde ele forma a maioria para passar os grande projetos relevantes pro País”, apostou.
MANIFESTAÇÕES
Sobre as manifestações populares que ocorreram em várias cidades do Brasil, a senadora não quis qualificar os movimentos. “Ao meu ver não foi grande nem pequena. Ela é um termômetro para analisar o que a população quer”, avaliou.
Tebet acredita que os movimentos de ontem não demonstraram apenas apoio ao presidente. “Nós vimos apoio à pautas do presidente”, finalizou. * Correio do Estado.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *