Suspeito de ajudar a matar adolescente diz que foi ameaçado por dívida de moto

Ele afirma que não sabia que a ideia era matar Gabriel; a briga foi motivada por uma dívida de R$ 500
Edson Souza Rocha, 20 anos, preso suspeito de participação na morte do Gabriel Henrique da Silva dos Santos, 17 anos, passou por audiência de custódia na manhã desta terça-feira (9), no Fórum de Campo Grande, e teve a prisão temporária convertida em preventiva.
Ele será encaminhado para o Presídio de Campo Grande. Durante depoimento na 5ª Delegacia de Polícia Civil, Edson disse que não seria o autor dos disparos que matou o adolescente e que não sabia que ele seria alvejado. Ele disse que quem atirou foi Aleff Rickellmy Pereira Fernandes da Silva, com quem divide uma residência na região.
Segundo o Boletim de Ocorrência, Gabriel teria vendido uma motocicleta XTZ Teneré para os dois, que deram R$ 600 de entrada. Eles acertaram que pagariam mais R$ 500 em quinze dias pelo veículo. Edson explica que foi abordado pela Polícia Militar e descobriu que o veículo era produto de furto, foi preso e saiu durante audiência de custódia no dia 27 de junho.
O preso disse que Gabriel começou a cobrar o restante do dinheiro, mesmo após a apreensão do veículo e, caso os dois não pagassem, ele iria ‘meter bala’. Edson afirma que, na manhã de ontem (8), Gabriel foi até a casa dos dois e começou a cobrar a dívida, dizendo que mataria a dupla no prazo de um dia.
De acordo com o depoimento, Aleff chamou Edson para ir até a casa de Gabriel para conversar sobre o ocorrido. Ele afirma que não sabia que o mesmo portava uma arma de fogo. Ao chegar no local, eles chamaram Gabriel, que ao ver a dupla, disse que iria pegar um revólver.
No momento em que Gabriel virou para adentrar em sua casa, foi atingido por três disparos de arma de fogo. Edson disse que ficou assustado e saiu correndo do local.  * Top Mídia News.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *