Médico é preso por dirigir bêbado após causar dois acidentes e fugir: ‘O estado de embriaguez era visível’

Segundo a polícia, ele foi encontrado caminhando em uma calçada, negou que estivesse dirigindo a caminhonete e, no primeiro momento, falou que era a esposa quem conduzia o veículo.
Um médico de 42 anos foi preso no fim da noite de domingo (4), em Campo Grande, por dirigir embriagado após causar dois acidentes e fugir. Segundo a polícia, o suspeito nega as acusações. “Ele nega tudo. Mas o estado de embriaguez dele era visível”, fala o delegado de Polícia Civil Rodrigo Camapum.
Segundo informações do boletim de ocorrência, o médico dirigia uma caminhonete e bateu em carros parados na avenida Ceará, proximidades do cruzamento com a rua Maranhão. Ele fugiu e quando passava no cruzamento das avenidas Ernesto Geisel e Fernando Correa da Costa colidiu em outro veículo.
Testemunhas ligaram para a polícia, falaram características da caminhonete e do condutor e enquanto os policiais procuravam pelo veículo, foram informados de que o motorista estava caminhando na calçada da rua Brilhante.
Conforme o registro policial, os militares foram para o local indicado e encontram o médico “cambaleando em visível estado de embriaguez e com a face sangrando”. Lá, um homem contou aos policiais que testemunhou o acidente na avenida Fernando Correa da Costa, viu o suspeito fugindo pela contramão e em seguida abandonou a caminhonete.
O homem falou ainda que, antes da polícia chegar, o médico perambulava pelas ruas do bairro pedindo ajuda e carona a outros motoristas. O condutor do carro atingido no segundo acidente reconheceu o médico como a pessoa que dirigia a caminhonete.
Conforme a polícia, o suspeito negou as acusações contra ele, dizendo que apenas estava de carona e quem dirigia era a esposa dele e esta havia fugido do local.
Consta no boletim de ocorrência que o médico se recusou a fazer o teste de alcoolemia, mas como exalava forte odor etílico, estava com roupa desalinhada e fala pastosa, os policiais fizeram o Auto de Constatação de Embriaguez.
A caminhonete do médico foi encontrada abandonada na rua dos Barbosas, com a frente destruída e o pneu dianteiro murcho.
O médico foi autuado em flagrante por dirigir embriagado e por evasão do local de acidente. Como não houve vítimas nas colisões, foi arbitrada fiança, porém a polícia não informou o valor. Até a publicação desta reportagem o condutor preso. Conforme o delegado, se a fiança não for paga hoje, o motorista passará a noite na cadeia e será submetido a audiência de custódia na terça-feira (6). * G1MS.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *