Mulher ataca médica e morde enfermeira na UPA Coronel Antonino

Jovem de 23 anos foi presa pela Guarda Municipal; escândalo ‘parou’ unidade de Saúde

Larissa de Lima Berbert Mariano, de 23 anos, foi presa por morder e tirar sangue de uma enfermeira de 58 anos na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, em Campo Grande.

Conforme informações do boletim de ocorrência, Larissa acompanhava a mãe, Elizângela Ramos de Lima, em atendimento no início da manhã desta quarta-feira (15). As duas estariam exaltadas e agredindo verbalmente todos os servidores desde que chegaram à UPA.

Durante o atendimento médico, mãe e filha se alteraram ainda mais, e começaram a xingar a todos. Larissa ainda partiu pra cima da médica, e foi contida pela enfermeira, que levou uma mordida na mão, além de ser atingida no olho direito e pescoço.

As duas foram contidas e detidas pela Guarda Civil Metropolitana.

Ambas foram encaminhadas para a Delegacia de Pronto Atendimento do centro de Campo Grande. Larissa vai responder por lesão corporal dolosa, desacato e ameaça.

Fonte: topmidianews.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *