Assessor de vereador que agrediu esposa em Campo Grande é exonerado

Vítima já registrou dois boletins de ocorrência contra o marido

O assessor parlamentar, de 27 anos, que trabalha para vereador de Campo Grande e foi preso nesta quinta-feira (23), após agredir a esposa de 29 anos, acabou sendo exonerado, na manhã desta sexta-feira (24).

Segundo o vereador disse ao Jornal, assim que tomou conhecimento dos fatos, já agiu exonerando o assessor. “Não compactuamos com nenhuma forma de violência, seja contra qualquer pessoa, principalmente contra a mulher”. Na nota, o parlamentar diz que lamenta o ocorrido: “nos solidarizamos com a vítima, colocando nosso gabinete à disposição para auxiliar no que for necessário”.

O Jornal não divulgou o nome do assessor e do vereador para proteger a identidade da vítima.

O caso
O caso aconteceu nesta quinta (23), após a esposa conseguir um emprego e o assessor não gostar. A vítima chegou a levar o marido junto ao local, já que sabia que ele era ciumento. Ao chegarem ao local do futuro trabalho da vítima, o homem passou a discutir com a futura empregadora da esposa.

Diante da situação, a vítima acabou indo embora junto do marido e quando os dois chegaram em casa, ele passou a xingá-la de “vagabunda, desgraçada, p*”. Ela pediu para que o companheiro parasse com as agressões verbais, momento em que o assessor disse que a mulher queria o emprego apenas para “sair de casa”.

A mulher, então, resolveu sair de casa com uma bicicleta e o marido a impediu, dizendo que a bicicleta era dele, e que se ela quisesse sair teria de pagar. Os dois passaram a discutir novamente, e o autor deu um soco no braço da mulher que começou a gritar por socorro.

Um vizinho ouviu os gritos e disse que iria chamar a polícia. A vítima correu para o banheiro, mas o marido a seguiu e deu um tapa na boca dela, causando ferimentos.

Confira a nota
“O vereador vem a público esclarecer que não compactua com nenhuma forma de violência, seja contra qualquer pessoa, principalmente contra a mulher. Infelizmente, na manhã desta sexta-feira (23), fomos surpreendidos com a informação de que um assessor de nosso gabinete agrediu sua esposa e foi detido. Enfatizamos que não compactuamos com nenhuma forma de violência e já tomamos as devidas providências junto ao RH da Câmara Municipal de Campo Grande, solicitando a imediata exoneração do assessor em questão. Lamentamos o ocorrido e nos solidarizamos com a vítima, colocando nosso gabinete à disposição para auxiliar no que for necessário”.

Fonte: Midiamax.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *