Grupo Cataratas anuncia desistência e Governo do Estado assume gestão temporária do Aquário do Pantanal

Governo do Estado vai assumir a gestão temporária do Aquário do Pantanal. Mesmo após as negociações e tratativas realizadas pelo governador Reinaldo Azambuja e os secretários Eduardo Riedel, da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura) e Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o Conselho Administrativo do Grupo Cataratas decidiu pela desistência amigável do contrato de concessão no modelo de PPP (Parceria Público-Privada). O documento foi assinado em 2014 entre o Imasul e o Grupo Cataratas visando a operacionalização do Aquário do Pantanal.

“O Governo fez o envio de documentação para o Grupo Cataratas, informando a situação da obra e os cronogramas estabelecidos. Comunicamos oficialmente à empresa que ela deveria, ao final desse processo, fazer o recebimento operacional do Aquário. Nesse período, foram realizadas várias tratativas entre o Governo e a Cataratas, inclusive com avaliação e visita técnica ao Aquário pela equipe da Cataratas”, lembra o secretário Jaime Verruck.

Apesar das tratativas realizadas pelo Governo do Estado, por meio da Semagro e Seinfra, o Grupo Cataratas comunicou oficialmente a desistência amigável do processo de parceria. “O contrato no modelo de PPP permite um distrato amigável. Houve um posicionamento da empresa, reforçando que o Aquário do Pantanal é o maior aquário de água doce e apresenta condições extremamente adequadas sob o ponto de vista de atratividade como
destino turístico. Porém, neste momento, houve um reposicionamento estratégico do Grupo Cataratas”, explica o secretário.

De acordo com o titular da Semagro, o Grupo Cataratas informou que está participando de uma série de concessões no país. “Devido a essa revisão estratégica e ao tempo decorrido entre o processo de concessão e a entrega desse ativo, houve um reposicionamento da empresa. O Conselho de Administração do Grupo tomou a decisão então de não assumir a concessão do Aquário do Pantanal, fazendo desta forma um distrato amigável entre as
partes como assim já previa o contrato de concessão”, finalizou.

Semagro

Foto do destaque: Edemir Rodrigues
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.