Morador denuncia sexo ao ar livre e não aguenta mais ouvir ‘ai, ui’ no Parque do Sóter

‘Vuco-vuco’ acontece de segunda a segunda e constrange quem faz caminhada na região

Morador do Nova Lima lamenta que pessoas estão usando o Parque do Sóter como um ‘’motel’’ ao ar livre, em Campo Grande. O problema acontece em todos os dias da semana e quem passa perto escuta ruídos sexuais.

Conforme a denúncia anônima, o local virou ponto de sexo e os casais entram no parque por uma cerca que está rompida. Seja dia de semana ou aos finais de semana, ele garante que o ‘’vuco- vuco’’ acontece sem restrições.

O problema se intensificou há alguns meses, diz o morador, depois que as obras no parque pararam. Além disso, o fato de algumas luminárias queimarem, facilita a vida dos libertinos.

‘’Tem gente que joga pano no chão para consumar o ato”, diz.

O denunciante garante que o público que frequenta o local é bem diverso: ‘’ali é ponto de encontro entre mulheres e homens casados… tem homossexuais, transexuais, que fazem sexo ali”, detalhou.

Constrangimento

Ainda de acordo com o morador, as cenas de sexo e os gemidos constrangem as pessoas que fazem caminhada ao redor do parque. O problema é mais intenso aos finais de semana.

‘’A gente escuta gemeção nos bancos, nos quiosques. É uma situação constrangedora’’, lamentou o denunciante.

A solução, segundo o leitor, seria aumentar as rondas da Polícia Militar e Guarda Civil Metropolitana.

Fonte: topmídianews.
Print Friendly, PDF & Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.